Espaço de notícias da região centro

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Empreendedorismo nas escolas de Viseu Dão Lafões



“Conferências Teen” Os Municípios da Comunidade Intermunicipal de Viseu Dão Lafões em colaboração com os Agrupamentos de Escolas encontram-se a promover “Conferências Teen”, no âmbito da 5ª Edição do Projeto de Empreendedorismo nas Escolas de Viseu Dão Lafões. 

Esta iniciativa tem como principal objetivo possibilitar aos alunos o contacto com jovens empreendedores e conhecer as suas histórias, contadas na primeira pessoa. 

Desta forma, realizou-se na sede do Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades, no passado dia 16 de fevereiro, uma sessão que contou com a presença da Vereadora do Ensino, Elisa Ferraz de Oliveira, de uma representante da CIM Viseu Dão Lafões, Maria Jorge Mendes, de um empresário do concelho, João Borges Amaral que deu a conhecer a sua experiência de vida e partilhou com cerca de duzentos alunos as premissas de uma vida empreendedora e de André Leonardo, também, jovem empreendedor que deu a volta ao mundo para entrevistar mais de cem empreendedores. 

Ciente da importância deste projeto, o Município congratula-se com este género de iniciativas que potenciam o desenvolvimento do concelho.  

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

“Viseu Cidade-Jardim” vai ter roteiros e inventário de árvores


Projeto é desenvolvido em parceria entre o Município, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, a QUERCUS e a ADVID

“Viseu Cidade-Jardim” vai ter roteiros e inventários de árvores até ao final de 2017.
A novidade foi avançada esta quinta-feira, 25 de Fevereiro, pelo Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, na sequência da aprovação de um acordo de cooperação entre o Município, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, a QUERCUS e a Associação para o Desenvolvimento e Investigação de Viseu (ADVID) para a elaboração de um “inventário arbóreo” da cidade de Viseu e um “sistema de gestão das árvores” do Município.
Para Almeida Henriques, “esta medida é inovadora e honra a tradição de Viseu como cidade-jardim da Beira”. Para o autarca, o projeto “reforçará o planeamento do património arbóreo da cidade e a adoção de boas práticas na sua salvaguarda e manutenção”.
Do projeto resultará, entre outras vantagens, a criação de percursos e roteiros de árvores, com um mapa associado e a identificação das espécies de árvores; um plano de rearborização de Viseu com prioridade para a plantação de espécies autóctones e a correção de situações problemáticas; um inventário georreferenciado de árvores; uma caracterização específica sobre o Parque Aquilino Ribeiro e a Mata do Fontelo; e um “manual de boas práticas de arborização urbana” para Viseu.
O Município de Viseu investirá cerca de 70 mil euros na execução do projeto.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Videoclip de Miúdo Sandro gravado em Viseu

Parte do novo videoclip de Miúdo Sandro, intitulado “ligação” foi rodado em Viseu, mais propriamente na Cava de Viriato.

Sando Teixeira tem 22 anos, é natural de Celorico de Basto. É licenciado em Cinema pela UBI e encontra-se no mestrado de Design e Multimédia da mesma universidade.

O interesse pela música começou desde que se lembro de existir pois sempre gostou de música, mas houve um estilo em especial que o despertou mais interesse, o rap. Mais ou menos pelos 12, 13 anos foi quando comecou a fazer as suas canções.

Quanto ao rap, não foi bem uma escolha, foi algo que aconteceu. Comecou a ouvir rap e ficou “apaixonado” digamos assim.

 É o estilo musical que mais o impressionou sempre, por a expressão nas letras, os ritmos, flows, e ser um estilo livre, onde se pode falar o que se pensa e o que se sente.

O seu desejo é  chegar aos ouvidos do máximo de gente possível, fazer as coisas como tem sempre feito, tentando melhorar a cada canção, usar a internet para divulgar o seu trabalho e com o tempo pode ser possível chegar ao ponto que todos os músicos querem, que é serem reconhecidos no país e no estrangeiro, dar concertos com frequência. Mas tem os pés assentes na terra, e sabe que  é uma caminhada longa para atingir isso, mas pensa que está no bom caminho, o importante é não parar.

A nível de inspiração, o vcantor inspirs-se nas suas vivências, o seu passado, no que passou, o que enfrenta nos dias de hoje, no futuro e também assuntos que lhe despertam interesse. Gosto de criar algo em que fale disso. Também gosta muito de fazer temas de amor, e admite que a sua namorada é uma forte inspiração.

Quer transmitir acima de tudo amor, paz, mensagens de ajuda, partilhar emoções e vivencias com os seus ouvintes.

Quando a idolos ,  pode dizer que tem cantores favoritos, mas o seu único ídolo musical é o Eminem, pelo seu estilo, o seu flow, as suas letras, é do outro mundo. Depois tem rappers favoritos, tais como, NGA, Prodígio, Yelawolf, Drake, Wiz Khalifa, Lil Wayne, Mundo Segundo, Sam The Kid, Jimmy P, Dengaz entre outros.

Os seus pais não falam muito com ele sobre isso. É mais a sua namorada e amigos que o apoiam sempre, pois eles também fazem parte da sua família. Uns mais outros menos, mas em geral todos gostam, mas há sempre um ou outro que dá mais força.

Porém tem um irmão com 5 anos que é o meu maior fã, porque sabe as suas canções todas, apanha-o muitas vezes a cantá-las sozinho.


Município de Viseu investe 15 milhões de euros através das 25 freguesias, no atual ciclo


Balanço de três anos de investimento local foi realizado por Almeida Henriques

A Câmara Municipal de Viseu contratualizou esta quarta-feira, 24 de fevereiro, a delegação e financiamento de competências locais com as 25 freguesias do concelho para o ano de 2016, ao abrigo do programa “VISEU LOCAL”.
Ao todo foram celebrados compromissos de transferências financeiras para as freguesias no valor de um milhão e 100 mil euros, tendo em vista funções “de proximidade” de manutenção de espaços verdes, reparações em escolas e jardins-de-infância, conservação de percursos pedestres e circuitos de BTT, limpezas de espaços públicos e drenagem de águas pluviais, assim como para a manutenção da antiga linha do Vouga. “Uma invisível panóplia de trabalhos e rotinas que faz a qualidade de vida para todos”, destacou o Presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques.
Na sessão, o autarca destacou a importância deste “modelo de descentralização municipal para a eficiência da resposta autárquica de proximidade e a capacitação institucional e técnica das freguesias”. “‘A Melhor Cidade para Viver’ depende da capacidade de atuar rapidamente e em toda a extensão do território concelhio”.
No encontro, realizado em Abraveses, Almeida Henriques efetuou um balanço “muito positivo” sobre a transferência de meios e competências para as freguesias no atual mandato autárquico, desde 2014, assim como sobre “o volume notável de investimento municipal ao nível local”.
Entre 2014 e 2016, o volume de transferências municipais realizadas para as 25 freguesias ascende já a 6 milhões de euros, considerando o financiamento à delegação de competências e contratos-programa para execução de obras.
Se a este valor somarmos o conjunto de obras municipais integradas nos “Planos de Desenvolvimento Local” das freguesias, ao abrigo do “VISEU LOCAL”, o investimento sobe então para 15 milhões de euros.
Segundo o Presidente da Câmara, “trata-se do maior investimento municipal de que há registo através das freguesias”. “São números que testemunha uma prática de descentralização inequívoca”.
Almeida Henriques exemplificou este esforço com o exemplo do projeto de “arranjo urbanístico do largo do arraial de Abraveses”, contratualizado este mês de Fevereiro, com um investimento de quase meio milhão de euros.

Atividade Sénior em Viseu vai oferecer aulas para diabéticos


Atividades arrancam a 29 de fevereiro e serão gratuitas
Mais de 2000 seniores já iniciaram as aulas e atividades físicas a 1 de fevereiro, mas a 10ª edição da Atividade Sénior traz novidades. Pela primeira vez, a iniciativa organiza aulas específicas para diabéticos, com a periodicidade de três aulas semanais com a duração de 50 minutos. As aulas têm início a 29 de fevereiro e terão lugar na Sala de Desporto do Pavilhão Desportivo do Fontelo.
As inscrições são gratuitas. Os interessados em participar devem apresentar um comprovativo médico, que indique a condição de Diabético tipo II e que confirme a aptidão para integrar um programa de exercício físico moderado e específico.
As aulas são organizadas em dois grupos, em função do horário (período da manhã ou da tarde), podendo os interessados optar pelo que lhe for mais conveniente.  As inscrições podem ser efetuadas no Setor de Desporto e Juventude, situado no Pavilhão Cidade de Viseu (antigo Inatel). Para mais informações, pode ser usado o contacto telefónico (232411359) ou o endereço eletrónico (desporto@cmviseu.pt).

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Município de Viseu contratualiza financiamentos com 25 Freguesias


Entre 2014 e 2016, transferências da Câmara para as Freguesias ascendem já a 6 milhões de euros

A Câmara Municipal de Viseu contratualiza dia 24 de fevereiro, a delegação e financiamento de competências locais com as 25 freguesias do concelho para o ano de 2016. Ao todo serão assinados protocolos e acordos que representam um investimento global de 1 milhão e 100 mil euros.
O ato tem lugar na Junta de Freguesia de Abraveses, pelas 11H30, contando com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques.
O encontro vai ser uma oportunidade para um balanço sobre a transferência de competências para as freguesias, numa ótica de gestão de proximidade, e sobre o investimento municipal ao nível local.
Entre 2014 e 2016, o volume de transferências municipais realizadas para as 25 freguesias ascende já a 6 milhões de euros, considerando o financiamento à delegação de competências e contratos-programa para execução de obras.   

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Festival das 4 Estações vai celebrar o inverno

Festival das 4 Estações vai celebrar o inverno

O inverno é a estação do ano em destaque no próximo Festival das 4 Estações. A iniciativa, promovida pelo Município de Vouzela, vai realizar-se nos dias 5 e 6 de março e terá como tema central o Parque Natural Vouga-Caramulo, bosque e narcisos silvestres.

Durante dois dias, o festival inclui diversas atividades que permitirão um contacto permanente e direto com a natureza, com interpretação da paisagem, identificação de cogumelos e plantas medicinais, escuta e observação de aves, passeios pedestres e visita ao dolmen da Malhada de Cambarinho e à Torre Medieval de Alcofra, entre outras.

As inscrições decorrem até ao dia 4 de março.

Para mais informações ou inscrições, os interessados poderão contactar o Posto de Turismo de Vouzela, pelo 232 740 070 ou pelo mail gab.turismo@cm-vouzela.

Os preços para um dia são de 10 euros ou de 16 euros para os dois dias e inclui seguro; transporte; degustação de produtos locais; oficinas e programa cultural. Para jovens dos 12 aos 16 anos o preço para um dia é de 5€ e para dois dias de 8€. Para crianças até aos 12 o programa é gratuito.


PROGRAMA:
Dia 5 Parque Natural Local Vouga-Caramulo (Vouzela) - À descoberta dos bosques

9h30 Ponto de encontro Posto de Turismo de Vouzela
10h Visita ao Bosque da Penoita,
-         interpretação da paisagem;
-         escuta e observação de passeriformes;
-         identificação de cogumelos e plantas medicinais;
12h Visita ao Dólmen da Malhada de Cambarinho
12h30 Pic nic – Barragem da Malhada
14h Plantação de árvores – Barragem da Malhada
16h Visita à Cooperativa Ventosa Artesanal
17h Regresso a Vouzela
---------------------------------------------------------
Trilho da Penoita – passeio de 5 Km
Interpretação da Natureza no Bosque da Penoita


Dia 6 - Parque Natural Local Vouga-Caramulo (Vouzela) - À descoberta dos narcisos silvestres

09h30 Ponto de encontro Posto de Turismo de Vouzela
10h Visita de descoberta dos narcisos silvestres – 3 Km
-         interpretação da paisagem;
-         escuta e observação de passeriformes;
-         identificação de cogumelos e plantas medicinais;
11h Percurso até à Torre Medieval de Alcofra – 4 Km
13h Degustação de produtos locais
14h Visita à Torre Medieval de Alcofra
14h30 Percurso até ao antigo lagar de azeite -  500m
16h Regresso a Vouzela





Conferência "Teen” de Empreendedorismo encheu Cineteatro de Vouzela



O Cineteatro João Ribeiro, em Vouzela, encheu-se no passado dia 16 de fevereiro com alunos do ensino secundário e profissional do concelho, para assistirem à Conferência "Teen" de Empreendedorismo, promovida pela CIM Viseu Dão Lafões e pelo Município de Vouzela.

O objetivo destas conferências, que têm estado a ser promovidas nos 14 municípios da CIM Viseu Dão Lafões, é proporcionar aos alunos o contacto com jovens empreendedores e com as suas experiências contadas na primeira pessoa.

A abertura da conferência esteve a cargo do Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Nuno Martinho e do Presidente da Câmara Municipal de Vouzela, Rui Ladeira.
 
O jovem empreendedor local Pedro Xavier veio falar do seu percurso desde o Barreiro, de onde é natural, até Vermilhas, onde está a implementar um projeto agrícola e pretende desenvolver um negócio na área do comércio tradicional e produtos regionais.

O segundo conferencista, André Leonardo, é um jovem empreendedor natural dos Açores, que cativou o auditório com os seus relatos da volta ao mundo que realizou para conhecer e entrevistar mais de 120 empreendedores de diversos países e que resultou no seu livro "Faz Acontecer".


O ciclo de Conferências "Teen" insere-se na 5.ª edição do projeto "Empreendedorismo nas Escolas de Viseu Dão Lafões" da CIM Viseu Dão Lafões e vai continuar a percorrer os municípios que integram a Comunidade Intermunicipal até ao próximo dia 19 de fevereiro. 

Alunos com visitas guiadas às empresas do concelho de Oliveira de Frades



                  O Município  de Oliveira de Frades em colaboração com o Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades e as empresas sedeadas no concelho, encontra-se a promover um conjunto de visitas de estudo aos alunos do 9º ano de escolaridade. 

Com esta iniciativa pretende-se dar a conhecer as distintas áreas de negócio, profissões e, ainda, as diversas vertentes existentes, facilitando, assim, as suas opções formativas no fim do terceiro ciclo do ensino básico.

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Viseu põe em marcha “plano de resgate” da cidade com 2500 anos de história


Plano de Ação “VISEU PATRIMÓNIO” arranca de imediato e estende-se até 2024. “Uma maratona com vários sprints dentro”, explicou Almeida Henriques. 1ª Fase decorre até Julho de 2017 e Raimundo Mendes da Silva será o Coordenador Científico

O Município de Viseu lançou esta terça-feira, 16 de fevereiro, um “plano de resgate” do património cultural da cidade com 2500 anos de história.
O Plano de Ação “VISEU PATRIMÓNIO” arranca de imediato e estende-se durante 8 anos, tendo em vista o conhecimento, a proteção e a valorização do património cultural, material e imaterial, da cidade e da sua história profundamente ligada à ideia de nacionalidade.
Segundo o Presidente da Câmara, Almeida Henriques, “esta será uma maratona com vários sprints dentro. Uma maratona que, mais do que uma classificação, visa converter o rico património da cidade num ativo real de desenvolvimento e afirmação social e cultural, económica e turística.”
Na apresentação da iniciativa, Almeida Henriques explicou que “Viseu deseja justiça no reconhecimento nacional e internacional do importante valor do seu património e da sua história, mas vai fazer muito por isso”.
Nesse sentido, o autarca anunciou “um projeto sem paralelo em Viseu de investigação, salvaguarda e sensibilização, assim como de reabilitação sustentável do seu edificado histórico”. “Se formos bem-sucedidos neste desígnio, a classificação junto da UNESCO como ‘Património da Humanidade’, ou de outra instância, será uma consequência natural, um corolário”, explicou.
Raimundo Mendes da Silva, professor da Universidade de Coimbra e especialista em reabilitação de edifícios e salvaguarda de património, será o Coordenador Científico da primeira fase do Plano de Ação “VISEU PATRIMÓNIO”, que se desenvolverá nos próximos 18 meses, até Julho de 2017.
O também antigo curador da candidatura a Património Mundial da “Universidade de Coimbra – Alta e Sofia” foi convidado para coordenar tecnicamente uma “agenda de investigação local” voltada para o património, a história e a caracterização do centro urbano antigo, bem como o desenvolvimento de “projetos de intervenção exemplares”.
Entre as medidas previstas para a 1ª fase do Plano de Ação está ainda a elaboração da “Carta Patrimonial de Viseu”, o levantamento do estado de conservação do edificado do centro urbano antigo, a adoção de “boas práticas” de reabilitação sustentável e a criação de um serviço de apoio aos moradores, proprietários e investidores (no âmbito do “Viseu Estaleiro-Escola”), com a disponibilização de uma “Linha de Urgência do Património” e um “serviço de diagnóstico e aconselhamento gratuito”.
No “Plano de Ação”, o Município de Viseu elegeu ainda um conjunto de obras de reabilitação de edifícios municipais para constituir um “referencial exemplar e pedagógico de valorização patrimonial e cultural”. Nessa lista estão o antigo “Orfeão de Viseu” (rua Direita), a “Casa das Bocas” (na rua João Mendes) e a futura sede da “Águas de Viseu” (na rua Dr. Luís Ferreira/ Travessa de São Domingos).
A Universidade de Coimbra e o Instituto Pedro Nunes serão parte ativa do projeto e toda a equipa trabalhará em “estreita e franca cooperação” com a Sociedade de Reabilitação Urbana VISEU NOVO e os dirigentes e serviços municipais.
Neste dia foram também divulgadas as principais conclusões e recomendações do “grupo de reflexão”, criado em Abril de 2015 pelo Presidente da Câmara, para avaliar as condições de Viseu numa candidatura a “Património da Humanidade” da UNESCO e recomendar uma estratégia de valorização patrimonial da cidade. O documento está disponível na íntegra em www.cm-viseu.pt
Segundo este “grupo de reflexão”, constituído por diversos especialistas e personalidades, o “património [de Viseu] ainda não alcançou o reconhecimento pleno do valor que possui, havendo um claro potencial não explorado e trabalho a desenvolver”.
Nas suas recomendações, o grupo de peritos “acredita nas virtualidades que teria para Viseu enveredar por este caminho, recomendando o estabelecimento de uma estratégia nesse sentido.”
A respeito de uma eventual classificação pela UNESCO, o grupo sublinha que “uma eventual classificação futura” é “algo desejável, mas que a ter lugar constituirá somente a consequência e o corolário de um processo social mais amplo ligado ao conhecimento, proteção, reabilitação e valorização do património cultural de Viseu […] e à revitalização do Centro Histórico.”
De entre os bens patrimoniais de Viseu com maior potencial de reconhecimento, os peritos referem nas suas conclusões “o Conjunto Monumental originário da cidade, que integra a Sé Catedral e o Museu Nacional Grão Vasco, em articulação com o Centro Histórico, a Cava de Viriato e o seu papel na construção da ideia de nacionalidade/definição da independência como reino/país.”
Para Almeida Henriques, “este grupo de reflexão confirmou o sentido de oportunidade da nossa aposta numa estratégia de valorização do património cultural de Viseu. Esta confirmação entusiasma-nos a prosseguir. O grupo traduziu uma forte convicção no potencial de Viseu enquanto cidade cultural e nos seus valores patrimoniais, materiais e imateriais, como um fator promissor de afirmação e de desenvolvimento. Há um longo trabalho a fazer, mas que vale a pena.”

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

60 crianças são “deputados” para debater o património histórico de Viseu

Assembleia Municipal Infantil regressa a Viseu esta sexta-feira

A Assembleia Municipal Infantil de Viseu realizou-se no dia 19 de fevereiro, pelas 9H30, no Solar dos Peixotos.
A sessão plenária foi constituída por 60 crianças, eleitas entre os alunos do 4º ano do Ensino Básico do concelho.
Foi tema da ordem de trabalhos o património do Centro Histórico de Viseu, com especial enfoque nas efemérides assinaladas este ano em Viseu: os 100 anos do Museu Nacional Grão Vasco e da inauguração do edifício dos Paços do Concelho e os 500 anos da Sé Catedral de Viseu e da Santa Casa da Misericórdia.
Pela primeira vez, o Jardim Escola João de Deus esteve representado pelos seus “deputados”, aos quais se juntam alunos dos Agrupamentos de Escolas da Zona Urbana, Viso, Viseu Norte, Viseu Sul e Mundão, assim como dos Colégios Imaculada Conceição e Via Sacra.
No âmbito da iniciativa, foram apresentados os resultados finais do concurso de cartazes escolares, subordinados à temática escolhida. Os vencedores foram anunciados na sessão plenária e os trabalhos finalistas serão expostos no Solar dos Peixotos.
A Assembleia Municipal Infantil de Viseu visa aproximar e fomentar a interação entre o Município, a Assembleia Municipal e a comunidade escolar. A iniciativa promoveu ainda o exercício cívico e o fortalecimento da capacidade de argumentação dos jovens, num ambiente que incentiva o respeito e tolerância de opiniões.
A sessão plenária foi transmitida em direto, via online, numa colaboração com os alunos da Escola Profissional Mariana Seixas.

Viseu Marca é lançada dia 20 de fevereiro para promover “A Melhor Cidade para Viver”


Apresentação da nova associação acontece às 17H do dia 20 de fevereiro, no Museu da Eletricidade, no Campo de Viriato

A associação de marketing territorial “Viseu Marca” é apresentada dia 20 de fevereiro pelas 17 horas, no Museu da Eletricidade, no Campo de Viriato, em Viseu.
A entidade surge de uma cooperação entre o Município de Viseu e a Associação Empresarial da Região de Viseu (AIRV) e com a missão promover a marca e os atributos da “Melhor Cidade para Viver” junto da comunidade, de visitantes e turistas, e de potenciais investidores.
A “Viseu Marca” será a nova entidade gestora da Feira de São Mateus. Algumas das primeiras novidades do certame serão também reveladas.
Marcam presença na apresentação de amanhã os presidentes da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, da AIRV, Carlos Marta, e da “Viseu Marca”, João Cotta.

Alunos do 3º ano de Viseu realizam rastreio à visão e daltonismo


Ação tem início esta quarta-feira e abrange todas as escolas do concelho

Uma nova ação de rastreio escolar à visão e ao daltonismo tem início amanhã, quarta-feira, 17 de fevereiro. A Escola Básica Mestre Arnaldo Malho, em Rio de Loba, é o local escolhido para o lançamento da ação, pelas 10H30. A iniciativa abrange cerca de 1000 alunos do 3º ano das escolas do concelho e realiza-se no âmbito do programa VISEU EDUCA.
A ação irá decorrer ao longo do 2º período do ano letivo e visa detetar precocemente patologias do foro oftalmológico, através da realização de diversos testes gratuitos.
Este é um projeto promovido pelo Município de Viseu e o CRTIC Viseu (Agrupamento de Escolas Grão Vasco), em parceria com a ColorADD. Social e as óticas Ergovisão e Opticália.
Ao longo da ação, serão simbolicamente distribuídos kits de pintura às crianças.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Município de Viseu apresenta “Plano de Ação” para o Património Cultura


Conclusões de “Grupo de Reflexão” e Coordenador Científico serão também apresentados

O Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, apresentou  no dia 16, pelas 11H30, na Capela do Solar dos Condes de Prime, o Plano de Ação “VISEU PATRIMÓNIO”.
O projeto visa o desenvolvimento de Viseu enquanto cidade cultural e patrimonial, através de medidas de investigação, salvaguarda e valorização da sua história de 2500 anos e do seu património material e imaterial, e a reabilitação sustentável do seu Centro Histórico.
O seu “Coordenador Cientifico” será apresentado no mesmo momento.
No encontro foram ainda divulgadas as conclusões e recomendações do “Grupo de Reflexão” criado em Abril de 2015 para a avaliação das condições de Viseu na apresentação de uma candidatura ao selo de “Património da Humanidade” da UNESCO e de uma estratégia de valorização patrimonial da cidade.


domingo, 14 de fevereiro de 2016

Casa da Ribeira inaugura exposição “Lenços dos Namorados”,


Exposição reúne mais de 20 exemplares de bordados em linho e estará patente até 19 de junho

Foi inaugurado no dia 13 de fevereiro  a exposição temporária “Lenços dos Namorados”, na Casa da Ribeira, em Viseu.
A exposição será constituída por mais de 20 exemplares de bordados em linho, à mão, cedidos por uma coleção particular.
Símbolos de amor e conquista, os lenços dos namorados eram bordados à mão pelas jovens em idade de casar e ofertados, discretamente, ao amado. Caso este o usasse publicamente, o namoro era assim correspondido e oficializado.
A tradição terá surgido no século XVII, nos salões senhoriais, sendo mais tarde adotada pelas mulheres do povo que traduziam os seus sentimentos em quadras e versos de amor ao seu apaixonado, numa linguagem muito própria, caracterizada pela ausência de regras ortográficas. Muitas das quadras retratadas nos lenços referiam não só o amor como também a saudade e a despedida, numa altura em que era comum a emigração para o Brasil.
A exposição “Lenços dos Namorados” estará patente na Casa da Ribeira até 19 de junho, podendo ser visitada de terça a domingo, das 10 horas às 13 horas e das 14 horas às 18 horas (na terça a partir das 14 horas).
Para mais informações, contacte a Casa da Ribeira através do número 232 427 428 ou do endereço eletrónicocasadaribeira@cmviseu.pt.

Em Viseu, há mais 16 habitações no Centro Histórico para arrendamento a famílias jovens


T2 e T3 terão preços fixados entre os 200 e os 300 euros. Mercado 2 de Maio terá também projetos “finais” e de “especialidade” para cobertura e revitalização

Estando para breve a conclusão das obras de reabilitação de sete imóveis no Centro Histórico de Viseu, no âmbito do programa “Reabilitar para Arrendar”, a Câmara Municipal aprovou esta quinta-feira, 11 de fevereiro, o regulamento de acesso e preços do arrendamento de 16 novas habitações, dando cumprimento ao compromisso de destinar aqueles fogos a famílias jovens, em regime de preços controlados.
A média de idade do agregado familiar deverá ser inferior a 35 anos e nenhum elemento do agregado poderá ter idade superior a 40 anos. O rendimento será levado em ponderação no acesso às habitações.
As habitações de tipologia T2 e T3 terão preços fixados entre os 200 e os 300 euros, de acordo com o respetivo valor patrimonial.
“As condições que iremos praticar tornarão atrativas a residência e o arrendamento no Centro Histórico para famílias em início de vida”, garantiu o Presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques.
O regulamento será ainda este mês sujeito a apreciação da Assembleia Municipal. O concurso deverá iniciar-se durante o primeiro semestre do ano.
O Município de Viseu deliberou também hoje convidar os três arquitetos e ateliês de arquitetura vencedores do “Concurso de Ideias para a Revitalização do Mercado 2 de Maio”, realizado em 2015, a apresentar propostas para a elaboração de “projetos finais e de especialidade” para a cobertura e requalificação daquela praça histórica da cidade.
A decisão foi tomada na reunião da Câmara Municipal efetuada hoje, 11 de fevereiro, e mandata a VISEU NOVO SRU a realizar novo concurso, tendo em consideração os resultados da consulta pública efetuada em Outubro e Novembro passados.
João Pedro Coelho Loureiro, Machado + Braga Macedo Arquitectos e Domitianus- Arquitetura são os três vencedores do concurso de ideias. A decisão de escolha do autor dos projetos finais deverá ter lugar até 30 de Junho.
Para Almeida Henriques, “revitalizar o Mercado 2 de Maio e devolvê-lo à cidade e às pessoas continuam a ser um compromisso do Município, confirmado na vontade expressa no debate público que promovemos”. “Não abrimos mão do nosso património nem de converter o nosso mercado histórico numa praça de eventos de eleição, durante todo o ano”.
Na reunião hoje realizada, a Câmara aprovou ainda a elaboração dos projetos de renovação e ampliação Arquivo Distrital de Viseu, no Centro Histórico.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Município de Oliveira de Frades ofereceu computador à melhor aluna do 2.º Ciclo do Ensino Básico





   O Município ofereceu, no passado dia 22 de janeiro, um computador à melhor aluna do 9.º ano pelo facto de se distinguir com elevado sucesso e aproveitamento escolar no ano letivo 2014/2015, frequentando, atualmente, o 10 º ano no Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades. 

             O Edil enalteceu, assim, o trabalho, a dedicação e o esforço desta aluna que mostrou excelentes resultados escolares, incentivando-a a prosseguir da mesma forma que o tem feito até hoje. Ciente que esta ferramenta é imprescindível para o sucesso escolar, e que, por vezes existem famílias que não possuem condições para a sua aquisição, a autarquia procedeu, assim, a este ato que ajudará a aluna no prosseguimento dos seus estudos. 

Ação na Defesa da Floresta Contra Incêndios

 No âmbito do previsto no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios e ao abrigo do serviço público, realizado pela equipa de Sapadores Florestais da Associação Verde Lafões em parceria com os Bombeiros Voluntários de Oliveira de Frades, encontra-se em fase de construção a rede primária no perímetro florestal da freguesia de S. João da Serra. 

A rede primária consiste na eliminação de vegetação numa faixa mínima de 125 metros com o objetivo, entre outros, de diminuir a superfície percorrida por incêndios florestais. 


O Município, através da Comissão Municipal de Defesa da Floresta continua empenhado na execução de ações que promovam a proteção e valorização da floresta do concelho. 

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Arranjo Urbanístico do Largo do Arraial e envolvente em Abraveses”.

O Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, marcará presença dia 13 de fevereiro de 2016, na Freguesia de Abraveses, para a celebração do contrato-programa de apoio financeiro relativo à execução do “Arranjo Urbanístico do Largo do Arraial e envolvente em Abraveses”.
A cerimónia terá lugar na sede da Junta de Freguesia, pelas 15 horas.
Segue-se a cerimónia de inauguração da Casa Mortuária em Moure de Carvalhal, a partir das 15H30, e da recolocação do cruzeiro.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Deputados do PSD visitaram obras urgentes no concelho de Vouzela



Os deputados do PSD eleitos pelo círculo de Viseu deslocaram-se a Vouzela, no dia 1 de fevereiro, a fim de se inteirarem das obras necessárias na Escola Secundária e na rede viária municipal afetada pelas intempéries do mês passado.

Os parlamentares começaram por visitar a Escola Secundária de Vouzela, onde António Leitão Amaro, Pedro Alves e Inês Domingos verificaram as deficientes condições das instalações. "É uma obra urgente, porque as condições são muito difíceis para os docentes e os alunos", sublinhou Rui Ladeira, Presidente da Câmara Municipal de Vouzela.

O deputado Pedro Alves salientou que o anterior Governo previu no novo quadro comunitário a verba destinada à requalificação da Escola Secundária de Vouzela e por isso os eleitos do PSD vão perguntar ao Governo quando vão ser lançadas a concurso as obras.

Pedro Alves aproveitou também para deixar duras criticas ao "desconhecimento total" e ao "experimentalismo" do novo ministro da Educação, que acusou de estar a fazer "cobaias" dos alunos e professores e de estar "cooptado" pela Fenprof.

Em seguida os deputados do PSD visitaram algumas das estradas municipais em que a intempérie de janeiro provocou graves derrocadas e aluimentos de vias. Por último, observaram as obras realizadas nas infraestruturas viárias da área destruída pelos incêndios florestais de 2013 na Serra do Caramulo.

O Presidente da Câmara Municipal de Vouzela defendeu a criação de um fundo de proteção civil que ajude as autarquias a financiar a reparação dos danos causados, tanto por intempéries, como por incêndios florestais, sem ser necessário recorrer à declaração de calamidade pública.

O deputado Leitão Amaro sublinhou que, enquanto secretário de Estado do anterior Governo, conseguiu ultrapassar essa situação "através da flexibilização da utilização do fundo de emergência municipal" e sublinhou o modo como agilizou os processos no caso dos incêndios que afetaram Vouzela.


"Eu estive na Serra do Caramulo no dia a seguir ao incêndio estar extinto. Pergunto se a atenção que estes territórios têm deste Governo é a mesma; os cidadãos que avaliem", questionou o ex-governante.

Município promove Mercado de Artesanato e Produtos Locais e Desfile de Carnaval

 O Município irá promover, no próximo dia 7 de fevereiro (domingo), o Mercado de Artesanato e Produtos Locais e o tradicional Desfile de Carnaval que percorrerá as principais artérias da vila.

 Pela primeira vez, este ano, realizar-se-á o Mercado, no Jardim Dr. Francisco Sá Carneiro, que visa promover os produtos tradicionais e artesanais locais bem como estimular a criatividade e a originalidade dos participantes.

Para além disso, este evento contará, ainda, com a atuaçao da Banda “Projeto 33” que animará este dia. Após o desfile e respetiva apreciação do júri, serão atribuídos troféus aos três melhores classificados na categoria de veículo/grupo de peões e ao 1.º classificado no grupo de bombos.

 Para mais informações e inscrições contacte o número de telemóvel: 961 786 064.

Festival de Imagem de Natureza foi um sucesso e tem já regresso marcado para 2017



Depois de três dias de casa cheia, o Cinclus – Festival de Imagem de Natureza de Vouzela despediu-se em grande com a promessa de regressar em 2017, de 27 a 29 de janeiro.

A edição deste ano contou com várias novidades, tendo a maior delas sido a criação do prémio GENERG – Fotógrafo de Natureza do Ano, no valor de 1.500 euros. Trata-se de um prémio inovador, o primeiro a nível nacional dedicado especificamente à fotografia de natureza, e nesta primeira edição foi atribuído ao fotógrafo Eduardo Barrento, com uma fotografia de um falcão peneireiro.

Para além deste galardão, foram também premiadas as melhores fotografias nas categorias Paisagem, Flora, Fauna, Parque Natural Local Vouga-Caramulo e Parque Eólico do Caramulo, com um 1º prémio no valor de 500 euros e um 2º prémio em material fotográfico.

Participaram mais de 50 fotógrafos, num total de 720 imagens e o valor dos prémios ultrapassou os 4.000 euros.

Outras duas novidades a realçar foram, por um lado, a rubrica “Candidatos a Orador” que permitiu selecionar dois fotógrafos, mediante  o envio de uma sinopse e portfólio,  para fazerem a apresentação dos seus trabalhos durante o festival e, por outro, o concurso “Fotógrafo de Natureza Juvenil”, que pretendeu estimular os mais novos para a recolha de imagens fotográficas no território do Parque Natural Vouga-Caramulo, promovendo assim a sua divulgação e contribuindo como ferramenta de sensibilização para os valores patrimoniais existentes.

Grandes nomes da fotografia de natureza nacionais e internacionais partilharam o seu trabalho

Durante dois dias passaram pelo cine-teatro grandes nomes da fotografia nacional, como Eduardo Barrento, Alexandre Vaz, Joel Santos, Gonçalo Rosa, Nuno Sá, Tânia Araújo, Pedro Rego, Vasco Flores Cruz e Luís Ferreira e internacional, com a presença do fotógrafo italiano Bruno D'Amicis e do espanhol Joaquín Gutierrez Acha.

Com paisagens belíssimas de terras inóspitas como a Etiópia, Myanmar ou Mongólia ou de terras portuguesas como a Nazaré, Trás os Montes ou os Açores, os fotógrafos partilharam histórias e experiências, mas passaram também a mensagem da importância de preservar a natureza e a biodiversidade cada vez mais ameaçada pela raça humana.

Do programa deste ano destaque ainda para as exposições “Natureza Portuguesa” de Luís Quinta, que poderá ainda ser vista durante o mês de fevereiro no Museu Municipal e “Parque Natural Local Vouga-Caramulo”, de João Cosme que esteve patente durante o festival na Praça Morais de Carvalho.

Este é já um evento de referência no país, o maior e o preferido dos fotógrafos nacionais e que se deve ao forte empenho do Município e à dedicação da Comissão Organizadora do Cinclus, da qual se destacam os fotógrafos João Cosme, vouzelense, Luís Quinta e Ricardo Guerreiro.



O Município de Vouzela agradece também o apoio da Generg, Turismo Centro de Portugal, National Geographic Portugal, Comercialfoto, Canon, Fnac, Fotocamo, Escola Profissional de Vouzela, Vouzelpasteis, Vougazela e Flor do Zela. 






sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Alteram dia 5 de fevereiro os sentidos de trânsito nas ruas das Pedras Alçadas e Dr. Alexandre Lucena e Vale, em Viseu


A partir de 5 de fevereiro, a circulação automóvel no cruzamento da Rua Pedras Alçadas e Rua Dr. Alexandre Lucena e Vale irá sofrer alterações de sentidos de trânsito.

No local, serão implementadas balizas refletoras, devidamente sinalizadas, que irão definir os circuitos de entrada e saída de ambas as ruas. 

Concretamente, os condutores que se deslocam na Rua Pedras Alçadas em direção à rotunda de Nelas terão que circular na faixa da esquerda. Caso circulem na faixa da direita, terão de cortar obrigatoriamente pela Rua Dr. Alexandre Lucena e Vale.

Até ocorrer esta intervenção, quem circulava na faixa da direita poderia seguir em frente até à rotunda de Nelas.

Mais de 1500 crianças fazem o Carnaval em Viseu


Desfile realiza-se no Multiusos esta sexta-feira, 
com a participação de 31 escolas e instituições


O desfile de Carnaval Escolar de Viseu vai juntar esta sexta-feira, 5 de fevereiro, mais de 1500 crianças de 31 escolas e instituições do concelho.

O evento tem lugar no Multiusos de Viseu, com início às 10 horas, e os familiares e amigos das crianças poderão assistir.

Vários temas inspiram os grupos que integram o desfile. O património é mote a muitos dos temas que inspiram os disfarces dos grupos, nomeadamente o Grão Vasco. A educação ambiental é outro dos temas em destaque, além das tradicionais fábulas e figuras carnavalescas.

O Município de Viseu organiza este desfile escolar como mote de convívio para a comunidade educativa, criando um evento alusivo à época que introduz as férias de Carnaval.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

S. João da Serra inaugurou Capela Mortuária

        No passado dia 24 de janeiro foi inaugurada a Capela Mortuária de S. João da Serra pelo Presidente da Câmara, Luís Vasconcelos e pelo Pároco da Freguesia, Cristóvão Cunha. 

     Na cerimónia de inauguração, o edil enalteceu o trabalho e o esforço de todos para a conclusão desta obra, nomeadamente a Fábrica da Igreja, o Pároco local, a Junta de Freguesia e a população.

             Esta obra, ansiada há muito pela população de S. João da Serra, localiza-se junto à Igreja Matriz e vem colmatar uma das lacunas da população local.