Espaço de notícias da região centro

quarta-feira, 24 de junho de 2015

 
A Câmara Municipal de Viseu e a Companhia Projeto OFF/Teatro Agreste apresentou na  quarta-feira, pelas 16H30, em conferência de imprensa, no Solar do Dão, o espetáculo “Volfrâmio – cenas duma aldeia de camponeses-mineiros”, que estreará em Viseu a 26 de junho.
 
O espetáculo é inspirado no romance “Volfrâmio” de Aquilino Ribeiro, com a encenação e dramaturgia de Sónia Barbosa, a direção musical de Ana Bento e a fotografia e vídeo de José Cruzio.
 
Partindo o romance incontornável de Aquilino Ribeiro, o espetáculo revisita a ruralidade perdida do interior português e a memória da exploração  do volfrâmio entre as décadas de 30 e 40. O projeto apresenta uma forte componente musical e visual e propõe uma apropriação da linguagem característica das terras beirãs desse tempo.
 
O projeto tem o financiamento municipal, através da iniciativa de apoio à cultural e à criação artística “Viseu Terceiro”.

sábado, 20 de junho de 2015

Será que valeu a pena?


É com enorme honra  que divulgamos a estreia da peça de teatro "Será que valeu a pena?" . Os alunos da universidade sénior de Vouzela levaram a cena a peça de teatro "Será que valeu a pena?". O texto e a encenação esteve a cargo de Fernando Figueiredo que é natural de Fataunços. Para além de ter formação em teatro é licenciado em cinema pela Universidade da Beira Interior. É encenador e ator, tendo entrado várias peças de teatro e em alguns filmes.  Em teatro  já escreveu: “O fotografo”; “ O enforcado”  ; “O testamento”,”Porreiro pá”,  “Tiro pela culatra”;“ O grunhir dos porcos”;“Vidas vestidas de branco”,”Amigo Invisivel”; “A viagem”;”Trincheiras”;”Café central”; “O barbeiro de lafões”;“O outro lado do  rio”;“Será que valeu a pena?”.
Porém, ainda Realizou com os alunos da universidade sénior de Vouzela o  documentário “Será que valeu a pena?” que é o seu primeiro trabalho profissional em cinema. Estará em algumas salas de cinema do país, estando previsto a estrear a 10 de Outubro de 2015.

video

Este trabalho teve a participação especial de Sandro Teixeira, Sandro Teixeira, 21 anos, natural de Celorico de basto, licenciado em cinema e estudante de mestrado de design multimédia, nos seus tempos livres dedica-se ao estilo de musica que ama desde criança que é rap. Começou aos 12 anos e já conta com mais de 40 musicas na internet e vários videoclipes.

Em nome da Viriato tv que apoiou o projeto, agradecemos a todas as pessoas envolvidas no projeto, assim como todos aqueles que estiveram presentes na apresentação do trabalho.


Campanha de adoção de animais este fim-de-semana em Viseu, no Fontelo
 
O Município de Viseu promove este fim de semana de 13 e 14 de junho uma campanha de adoção de animais de companhia, entre as 14H00 e as17H30, no parque do Fontelo.
A última campanha desta natureza, realizada no mesmo local, permitiu dar um novo lar a mais de 20 cães que se encontravam sem dono.
Esta é uma iniciativa conjunta do Município com o Cantinho dos Animais, GNR, Centro Canino do Dão e o Grupo de Intervenção em Operações de Proteção e Socorro. O lema é “leve um amigo para casa”.
No sábado, dia 13, os visitantes poderão assistir, pelas 14H30, a demonstrações de obediência, busca e salvamento pelo K9-V e Grupo Cinotécnico da GNR.
No próximo Domingo, 21 de Junho, a Caminhos da Memória conta consigo para mais uma fantástica caminhada, organizada com a colaboração do Clube Desportivo Recreativo e Cultural de Cêtos. 
Contamos consigo em Cêtos, na sede do clube, pelas 16h.

No final da caminhada terá lugar um lanche-convívio, oferecido pelo CDRC de Cêtos.

Não falte e leve os amigos e familiares para uma tarde descontraída!
“Fitness Welcome Summer” recebe o verão no Centro Histórico de Viseu
 
Funicular em funcionamento até às 02H para facilitar estacionamento e acesso dos participantes
 
O evento “Fitness Welcome Summer” volta a Viseu para receber o verão com uma aula de fitness ao ar livre, no adro da Sé. A concentração é às 21H30 e a aula decorre entre as 23H00 e a 01H00.
 
A iniciativa é aberta a todos, bastando levar roupa branca e estar preparado para uma experiência proporcionada por mais de 20 técnicos de diferentes modalidades de fitness. A concentração antecipada visa preparar os participantes com pinturas e acessórios sensíveis às luzes utilizadas no evento e terá um DJ a assegurar o “aquecimento”.
 
No ano passado mais de mil pessoas participaram no “Fitness Welcome Summer”, dando as boas-vindas ao verão.
 
A circulação do funicular até às 02H facilitará o acesso ao centro histórico, não só aos participantes do evento mas também a todos os que se desloquem a essa zona da cidade na noite de sábado.
 
Por questões de segurança e para garantir a organização da iniciativa, estão previstos os seguintes condicionamentos de trânsito:
 
·         Estacionamento condicionado a partir das 18h de 19 de junho, 6ª feira, no Adro da Sé (excetuando o estacionamento durante os horários das celebrações religiosa); na Travessa da Misericórdia e no Largo da Misericórdia (apenas do lado da Igreja).
·         Trânsito cortado a partir a partir das 20h de 20 de junho, sábado, da Rua Silva Gaio até à Travessa da Misericórdia e no início da Rua do Comércio (junto aos correios).
·         O trânsito no Adro da Sé ficará condicionado a partir das 18h de 20 de junho, sábado.
 
O Município de Viseu promove o evento em parceria com vários ginásios locais.
Festas Populares em Viseu garantem fim de semana de eventos
 
Depois do adiamento da Festa das Freguesias e do desfile das Marchas forçado pela chuva, Viseu prepara um fim-de-semana com vários eventos dedicados às Festas Populares.
 
A Festa das Freguesias arranca esta sexta-feira, dia 19 de junho, pelas 19 horas, no parque Aquilino Ribeiro, e prolonga-se até domingo. Há um programa que faz do parque da cidade a montra do que de melhor cada freguesia tem para mostrar. A programação completa da Festa das Freguesias encontra-se em anexo.
 
Também as Marchas dos Santos Populares saem à rua no sábado, a partir das 21H30, num desfile entre a Av. 25 de abril e a Praça da República.
 
São oito os grupos participantes e irão apresentar-se pela seguinte ordem: 1) Associação de Solidariedade Social de Farminhão; 2) Jardim-Escola João de Deus de Viseu; 3) EBIS Jean Piaget; 4) Confraria de Santa Eulália; 5) Hóquei Clube de Viseu; 6) Associação Folclórica, Cultural e Recreativa Verde Gaio de Lordosa; 7) Centro Cultural do Campo; 8) Associação Cultural, Social e Recreativa de Santiago.
 
As tradicionais Cavalhadas estão também à porta. Primeiro as de Teivas, no domingo, 21 de junho, pelas 15 horas, no centro da cidade. As de Vildemoinhos são no dia de São João, 24 de junho, pelas 9 horas, também no centro.
 
Neste período haverá alguns condicionamentos de trânsito necessários à organização dos desfiles das marchas e das Cavalhadas. As Marchas implicarão o corte de trânsito a partir das 20 horas de sábado, entre a rotunda Paulo VI e a Fonte Luminosa.
“Academia Dão Petiz” regressa a 30 de junho
Nova ação de campo convida os petizes para descobri o mundo rural
A “Academia Dão Petiz” tem agendada a segunda atividade para 30 de junho, terça-feira. Os mais pequenos voltam às quintas numa nova ação de campo deste serviço educativo para o mundo rural e estudam a segunda fase do “desenvolvimento vegetativo”, onde poderão ver a formação do cacho das uvas.
A “Academia Dão Petiz” conta já com o grupo de meninas e meninos fundadores que participaram da primeira atividade e tem inscrições abertas até 24 de junho para que novos elementos se juntem ao grupo. Entre os 6 e os 12 anos, todos são bem-vindos para vestir a pele de investigador, agricultor e repórter e descobrir o mundo rural.
A Academia é promovida pelas Escola Superior Agrária (ESAV) e Escola Superior de Educação de Viseu (ESEV), em parceria com o Município, e visa proporcionar um programa ao longo do ano que permita um contacto direto e in loco com os ciclos da terra e os produtos identitários de Viseu cidade-região.
O ciclo que estreia a Academia é o da vinha e terminará em fevereiro de 2016. Além das atividades de 25 de março e agora da de 30 de junho, haverá novas ações a 26 de setembro, 21 de dezembro e 10 de fevereiro.
As atividades têm lugar em contexto real, nas Quintas parceiras da iniciativa, e os professores da ESAV e da ESEV acompanham a sua realização, tendo alunos das Escolas como monitores dos grupos de crianças.
No próximo ano, haverá novos ciclos da terra a explorar na “Academia Dão Petiz” como o do pão e da broa, do queijo e do linho.
Inscrições e toda a informação em www.academiadaopetiz.pt
TCS vai construir unidade industrial em Viseu
Investimento espera gerar 50 postos de trabalho. Unidade será instalada no parque industrial do Mundão
 
 
O grupo empresarial TCS assinou esta quinta-feira, 11 de junho, um memorando de entendimento com o Município de Viseu, tendo em vista instalar no concelho, no Parque Industrial do Mundão, a sua nova unidade industrial.
 
A TCS está radicada em Espanha e no Brasil e explora tecnologias e produtos inovadores de construção civil, através de novos materiais e soluções de montagem, que vende e aplica em vários mercados de África e da América do Sul.
 
O investimento deverá ascender a 15 milhões de euros e prevê a criação de 50 postos de trabalho, designadamente através do recrutamento de quadros superior formados nas academias de Viseu.
 
O Município de Viseu irá vender para este efeito os dois lotes de solo industrial infraestruturado de que dispõe no Parque Industrial do Mundão.
 
Em contrapartida ao investimento, será garantido o acesso da TCS ao programa “VISEU INVESTE”, cujo regime de incentivos diretos ao investimento permite a recuperação do valor de impostos municipais cobrados em função do volume de investimento, postos de trabalho gerados e tempo de realização do investimento.
 
Para o Presidente da Câmara, Almeida Henriques, “este investimento industrial é uma boa notícia para Viseu, para a economia e o emprego. Confirma a atratividade da cidade-região e dos seus recursos humanos para investimentos externos”.
 
Segundo o autarca, “esta unidade empresarial poderá ser ainda uma ‘mola’ para a internacionalização da nossa economia e da nossa região em mercados externos que estão em franco crescimento, assim como um fator de modernização e reorientação do setor da construção civil”.
 
A TCS manifestou a intenção de candidatar o projeto aos fundos comunitários do Portugal 2020, tendo em vista o apoio a este importante investimento.
 
A localização estratégica de Viseu, a sua proximidade aos portos e as vantagens municipais proporcionadas ao investimento justificaram, segundo o CEO do grupo, João Araújo, a decisão da aposta no concelho.
 
 
Sobre a TCS
 
A TCS tem registada a tecnologia TCS Construction System, desenvolvida nos Estados Unidos, um sistema que, segundo a empresa, vem revolucionar todo o método de construção, bem como as formas de trabalhar e os modelos de gestão e planificação das obras. A empresa opera no segmento da construção civil não pré-fabricada, utilizando painéis de Poliestireno Expandido (EPS) de alta densidade e elementos de plástico nas suas soluções construtivas, com ganhos económicos e de eficiência energética, assim como com grandes vantagens de isolamento térmico e acústico contínuo. A tecnologia da TCS inova ainda no sistema de montagem dos painéis e blocos construtivos em obra, assim como altera o tradicional de trabalho especializado de aplicação do ferro na construção.
 
 
202 Propostas Apresentadas ao Orçamento Participativo de Viseu
24 assembleias participativas deram origem a 103 propostas e nenhuma freguesia ficou de fora
 
A primeira fase do Orçamento Participativo de Viseu de 2015, destinada à apresentação de propostas, terminou com um resultado de 202 candidaturas. Todas as 24 freguesias abrangidas concorrem ao orçamento de 150 mil euros.
 
O 2º Orçamento Participativo de Viseu é dirigido a todas as freguesias do concelho com exceção da cidade.
 
Mais de 50 por cento das propostas resultam das assembleias participativas realizadas em cada uma das 24 freguesias, entre 27 de abril e 19 de maio.
 
Para a organização, este é “o resultado da aposta na proximidade”: 103 propostas foram diretamente submetidas nestes fóruns de debate e esclarecimento, em que participaram mais de 600 pessoas.
 
Segundo o Presidente da Câmara Municipal, “os primeiros resultados são francamente positivos”. Almeida Henriques destaca em particular “a energia social das freguesias, que é um indicador da vitalidade da democracia local: foram desafiadas a participar e fizeram-no todas e em força. Antevejo uma participação igualmente relevante em fase de votação”, conclui.
 
Para já, há ainda outro dado a assinalar: o número de propostas recebidas bateu em muito o resultado da primeira edição. Face a 2014, o número de propostas quase triplica, comparando 72 candidaturas com 202 (num incremento de 280%).
 
A distribuição das propostas pelas temáticas ficou concentrada sobretudo nas áreas dos “espaços verdes e espaços públicos” (com 45 candidaturas, 22% do total) e das “infraestruturas viárias, trânsito e mobilidade” (com 35 candidaturas, 17% do total). De realçar, todavia, que nenhuma área temática ficou “em branco” nas propostas da comunidade.
 
Numa análise por freguesia, Ranhados e Abraveses são as que mais propostas reúnem, com 29 e 21 candidaturas respetivamente. Já Ribafeita e Santos-Êvos são as freguesias com menor número de propostas: 4 e 5, respetivamente.
 
Decorre neste momento a fase de análise das propostas pela equipa do Orçamento Participativo, etapa que terminará a 24 de julho, data em que serão publicados os projetos provisórios. Ou seja, as propostas que reúnam condições para passar à fase seguinte, cumprindo as normas do Orçamento Participativo.
 
Aquando da publicação dos projetos provisórios, os seus proponentes terão até ao dia 14 de agosto para reclamar da sua exclusão ou edição. As reclamações terão resposta até 28 de agosto, quando são publicados os projetos definitivos que irão à fase de votação. A fase mais aguardada, a da votação, abre a 1 de setembro e prolonga-se até 30 de outubro.
 
O orçamento máximo por projeto é de 30 mil Euros e cada freguesia pode arrecadar um ou mais projetos vencedores num total máximo de 30 mil Euros. A dotação global da iniciativa ascende a 150 mil.
 
Cada cidadão terá à sua disposição 10 votos. Para além dos meios disponibilizados na edição passada, a votação incluirá o voto por SMS.
Cristina Bolborea expõe em Viseu a partir de 10 de junho
Exposição da grande ceramista romena estará patente na Quinta da Cruz e, complementarmente, no Museu Nacional Grão Vasco
 
A exposição de cerâmica "Lugares onde estarei", de Cristina Bolborea, inaugura esta quarta-feira, 10 de junho, pelas 16 horas, na Quinta da Cruz, em Viseu, onde permanecerá até 30 de agosto.
 
A exposição chega a Viseu por ocasião do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, numa parceria entre a Câmara Municipal de Viseu, o Museu Nacional Grão Vasco e o Instituto Cultural Romeno.
 
Algumas peças referenciais da exposição estarão ainda patentes no Museu Nacional Grão Vasco.
 
A artista plástica romena alcançou em Lisboa e Coimbra 94 mil visitantes. A exposição foi acolhida consecutivamente no Museu Nacional do Azulejo (Lisboa) e no Museu Nacional de Machado de Castro (Coimbra).
 
Segundo a curadoria da exposição, “são exibidas peças em cerâmica, integradas em ciclos temáticos obsessivos, cujo traço dominante parte quer da cromática (Siena, Chamo-me turquesa), quer do perfil do objeto, reinterpretado no espírito da cerâmica (as joias – Joias da caixa negra, os tecidos – Tapetes dos mestres), ou da maneira gráfica em que estão ‘marchetados’ (Agulhas de cipreste, Lugares onde estarei, Cada região deserta tem um centro)”. A artista propõe “uma diversidade espantosa, testemunhando tanto a facilidade de natureza alquímica - ao deslocar do seu reino específico realidades deste mundo para o da cerâmica - como também de um imaginário incandescente, explosivo, que seduz pela força com que projeta ilusões”.
 
Cristina Bolborea é uma artista romena com uma intensa atividade. Doutorada em Artes Plásticas e Decorativas pela Universidade Nacional de Belas-Artes de Bucareste, é professora catedrática e desenvolve, desde 2000, atividades de investigação científica na mesma instituição. Cristina Bolborea é curadora de exposições de arte decorativa contemporânea nas galerias Orizont, Galateea (Bucareste) e no Centro Cultural Palatele Brâncovenești (Mogoșoaia).
 

domingo, 7 de junho de 2015

Câmara de Viseu aprova nova orgânica “a pensar no munícipe e nos desafios da próxima década”
Munícipes terão “provedor” para promover a defesa dos seus direitos
 
A Câmara Municipal de Viseu aprovou esta quarta-feira uma nova orgânica para os seus serviços “a pensar na satisfação do munícipe e tendo em vista responder aos desafios da próxima década”, afirma o seu Presidente, Almeida Henriques.
 
Na nova orgânica destaca-se o reforço das funções municipais relacionadas com a promoção da qualidade de vida, a coesão social e o desenvolvimento económico. “Novos desafios exigem uma nova máquina e maior racionalidade de trabalho”, sublinha Almeida Henriques.
 
A nova organização fortalecerá nomeadamente as funções sociais do Município através de um novo departamento dedicado ao “desenvolvimento humano e à qualidade de vida”. Nesta estrutura serão concentrados os serviços municipais relacionados com a educação, o apoio à família e à inclusão, a coesão e a solidariedade social, a juventude e o desporto, assim como de desenvolvimento cultural.
 
Também a economia terá na nova orgânica uma vocação reforçada. No departamento de “desenvolvimento económico e ordenamento do território” nascerão unidades de serviços orientadas para o licenciamento industrial, o empreendedorismo, o apoio ao comércio e ao turismo e o desenvolvimento rural.
 
As funções de mobilidade e de “inteligência urbana” destacam-se também como novidades da nova organização.
 
Para o Presidente da Câmara, “esta nova organização é mais um passo em frente na reforma do Município. É um dos eixos do tripé de modernização, ao lado da desmaterialização administrativa e da reorganização presencial da estrutura”.
 
“Assumimos nesta mudança uma aposta na eficiência e responsabilização dos serviços, na transparência pública e na racionalidade de meios, a pensar na melhoria da satisfação dos munícipes, visitantes e investidores”, destaca Almeida Henriques.
 
Outra das novidades diz respeito à adoção de um departamento de “serviços partilhados”, tendo em vista garantir a racionalidade de meios e recursos logísticos e patrimoniais e de funções transversais (como as jurídicas e de fiscalização). Aqui nascerá uma unidade específica para controlo das regras e atos de contratação.
 
A nova estrutura municipal consagrará ainda a criação da figura do “Provedor do Munícipe”, que terá por missão promover de forma independente a defesa dos direitos e interesses dos cidadãos perante os órgãos e os serviços camarários. “Será uma função desempenhada por alguém respeitado e credível na comunidade”, garantiu o Presidente da Câmara.
 
A proposta de regulamento da nova orgânica camarária será sujeita à deliberação da Assembleia Municipal na sua próxima sessão e depende da criação da empresa municipal Águas de Viseu, sujeita à apreciação do Tribunal de Contas. Espera-se a sua entrada em pleno funcionamento em 2016.
 
Foi inaugurado no dia 1 de junho, Dia Mundial da Criança, em Viseu, na Casa da Ribeira, a exposição “Brinquedos & Brincadeiras”, constituída por um acervo de quase uma centena de brinquedos populares e tradicionais, artesanais e industriais, datados a partir dos anos 30 do século XX.
 
A inauguração teve lugar às 11 horas, com a visita de um grupo de crianças alunas da Escola Básica da Ribeira, na presença do Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques.
 
Para além da exposição de brinquedos tradicionais e populares, a Casa da Ribeira teve programadas atividades para crianças com brincadeiras populares e tradicionais. Amanhã as inscrições contam já a visita de mais de 100 crianças.
 
A exposição, organizada em três grandes núcleos, reúne peças cedidas pelo Museu do Brinquedo, em Seia, e por uma coleção particular.
O Salão Nobre da Câmara Municipal de Viseu recebeu no dia 27 de maio, pelas 16 horas, o ato de assinatura do contrato de financiamento para o novo relvado sintético do Futebol Clube de Ranhados.

O contrato foi assinado entre o clube, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro e a Direção Geral das Autarquias Locais, na presença do Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, e do Secretário de Estado da Administração Local, António Leitão Amaro.
 
O financiamento das obras terá uma comparticipação do Município de Viseu tendo em vista completar o investimento associado.
A MGN Filmes, a Big Picture e a Câmara Municipal de Viseu realizaram no dia 27 de maio, pelas 15h00, no Hotel Montebelo, em Viseu, a conferência de apresentação à comunicação social do novo filme de António-Pedro Vasconcelos.
 
O evento teve com a presença de elementos do elenco do filme, o qual foi, nesse mesmo dia, divulgado em primeira mão.
 
Contou também com as presenças do realizador António-Pedro Vasconcelos, e do produtor, Tino Navarro, assim como do Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques.
 
“Amor Impossível” será a décima longa-metragem de António Pedro Vasconcelos, realizador de filmes como e ‘Os Gatos Não Têm Vertigens’, ‘A Bela e o Paparazzo’, ‘Call Girl’, ‘Os Imortais’ e ‘Jaime’, e tem argumento de Tiago R. Santos (‘A Bela e o Paparazzo’, ‘Os Gatos Não Têm Vertigens’).
 
Viseu é a cidade escolhida para a rodagem desta grande produção. O Município de Viseu é o principal parceiro local da iniciativa, dando apoio à rodagem e à produção e promovendo um amplo envolvimento da comunidade. Vários parceiros locais e regionais serão também participantes, entre os quais a VISABEIRA e o Turismo do Centro.
 
O filme tem estreia prevista para Dezembro de 2015.
Os presidentes das Câmaras Municipais de Viseu e do Porto, Almeida Henriques e Rui Moreira, voltamram a encontrar-se no dia 25 de Maio, em Viseu, praticamente um ano depois do primeiro encontro no Porto.
 
O encontro tem por objetivos reforçar a cooperação das duas cidades e debater temas de especial relevância para o desenvolvimento das regiões do Centro-Norte.
 
Almeida Henriques e Rui Moreira falarão à comunicação social, pelas 14H30, na Quinta da Cruz (Vildemoinhos).
 
Pelas 15H, o Presidente da Câmara Municipal do Porto foi recebido em ato público e solene no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Viseu.