Espaço de notícias da região centro

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Nova vida da Escola Grão Vasco em Viseu


Obra de requalificação total do estabelecimento é lançada

O Município de Viseu lança  as obras de requalificação da Escola Básica 2,3 Grão Vasco. O investimento ascende a 1,2 milhões de euros.
“É o primeiro dia da nova vida desta escola com mais de 1200 alunos”, explica Almeida Henriques, Presidente da Câmara Municipal de Viseu. “A revitalização desta escola histórica da cidade alcança um ponto sem retorno”, conclui.
O projeto de requalificação da escola é transversal a todo o equipamento, envolvendo espaços exteriores e interiores. Para além das condições de funcionamento, segurança e conforto, a obra visa conferir à escola um elevado padrão de eficiência energética e acessibilidade para alunos com mobilidade reduzida.
A intervenção será faseada de modo a minimizar o seu impacto no funcionamento escolar. Depois do seu lançamento, a empreitada aproveitará já as primeiras e maiores férias escolares deste verão.

terça-feira, 4 de julho de 2017

Município promove “Oliveira de Frades Capital do Frango do Campo - Festas do Concelho 2017”

O Município em parceria com a empresa Campoaves promove de 12 a 16 de julho, o evento: “Capital do Frango do Campo - Festas do Concelho 2017” que este ano terá como cabeça de cartaz Paulo Gonzo. 

De realçar a realização do Festival do Frango do Campo, o espetáculo de Fernando Pereira, o Oliveira Racing Day (festival de acrobacia aérea e de desportos motorizados) que decorrerá no próximo dia 16 de julho e os Jogos Tradicionais Inter Freguesias que irão decorrer durante essa semana, de quarta-feira a sexta-feira. 

Para além disso, decorrerão, também, diversas atividades culturais, recreativas e desportivas, sendo que irá realizar-se a II Mostra de Aves Exóticas e a II Corrida e Caminhada denominada “Festival do Frango do Campo”.

Em termos musicais, registar-se-á, ainda, a atuação da Banda Ària, do Grupo Kapittal e da Banda Fora da Lei, o concurso de karaoke, bem como a presença de diversos DJs. 

A acrescentar a tudo isto, decorrerá, no Largo da Feira, o Encontro de Grupo Tradicionais, o Showcooking, a exposição da mostra das potencialidades do concelho, nomeadamente o turismo, as atividades económicas, o artesanato e a gastronomia e, ainda, o espetáculo piromusical que encerrará este evento. 

Por tudo isto e muito mais, o Município convida todos a participarem nestas Festas e a desfrutarem de um programa único e enriquecedor. 

Fórum VISEU EDUCA

Fórum VISEU EDUCA realiza-se a 4 e 5 de Julho 
com 450 participantes
Iniciativa elege “Ano Oficial para Visitar Viseu” como tema. Balanço anual do programa municipal será apresentado

“2017, Ano Oficial para Visitar Viseu” é o mote do 3º Fórum anual VISEU EDUCA, que terá lugar nos próximos dias 4 e 5 de julho, em Viseu. Promovido pelo Município de Viseu, em parceria com os Agrupamentos de Escolas do concelho, a Escola Superior de Educação e a VISPROF, a iniciativa junta mais de 450 participantes, maioritariamente agentes da comunidade escolar.
São duas as componentes que integram esta edição. No primeiro dia, e sob o lema do “Ano Oficial”, os participantes são desafiados a realizar um roteiro pela cidade, percorrendo alguns pontos emblemáticos como o Museu Nacional Grão Vasco, mas também escolas básicas do centro da cidade, o Orfeão ou o Multiusos. No total, são 24 as etapas que integram este périplo e que visam promover o contacto dos participantes com os projetos desenvolvidos no âmbito do VISEU EDUCA, em áreas como a música, a saúde, a diversidade cultural, a dança ou a linguagem gestual.
Já o segundo dia do Fórum, a realizar na Aula Magna do Instituto Politécnico de Viseu, é dedicado ao debate e reflexão sobre os atuais desafios sociais e educativos, contando com os contributos de diversos especialistas na área. Almerindo Janela Afonso, Presidente da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação, fará a conferência de abertura, sobre o tema “O Mandato Social da Escola”.
Deste painel de intervenções, destaque para o balanço anual do programa municipal VISEU EDUCA e a apresentação da sua avaliação, pela coordenadora da equipa de avaliação, Cristina Gomes. A abordagem do bullying nas escolas do concelho é outro dos temas em destaque.
Uma segunda temática lança em cima da mesa o debate em torno dos novos desafios que se apresentam às escolas, nomeadamente no projeto de construção de uma escola inclusiva, para todos. Dinamizam este painel José Matias Alves e Joaquim Machado, da Universidade Católica Portuguesa do Porto, e José Verdasca, Coordenador do Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar.
O programa municipal VISEU EDUCA é um projeto educativo com vista à promoção da qualidade, inclusão e diversidade do sistema de ensino, contribuindo para a formação de toda a comunidade escolar, de alunos a docentes, encarregados de educação e todas as instituições envolvidas nas mais variadas vertentes. Atualmente, são já 23 os projetos implementados, com um novo a iniciar no próximo ano letivo 2017-2018, de promoção da educação e poupança financeira.

sábado, 1 de julho de 2017

Informação da Proteção Civil Municipal sobre o período crítico 2017

Nos termos do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios, o período crítico para o presente ano foi estabelecido entre os dias 22 de junho e 30 de setembro, de acordo com a Portaria n.º 195/2017 de 22 de junho. 

Durante esse período são asseguradas medidas especiais de prevenção contra incêndios florestais, entre as quais se destacam: 

- Nos espaços florestais não é permitido fumar ou fazer lume;

 - Não é permitido realizar queimadas nem queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração; 

- Não é permitido lançar balões com mecha acesa ou quaisquer tipos de foguetes;

 - Não é permitido realizar ações de fumigação ou desinfeção em apiários; 

- Fica condicionado o acesso, circulação e a permanência de pessoas no interior dos espaços florestais; 

- É obrigatório que os tratores, máquinas e veículos de transporte pesados sejam dotados de dispositivos de retenção de faíscas ou faúlhas e de dispositivos tapa-chamas nos tubos de escape ou chaminés e estejam equipados com extintores. 

Para qualquer esclarecimento adicional poderá contactar o Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal, através dos contactos 232 760300 e 96 3523071. 

Alunos da Universidade Sénior de Nelas visitaram o Concelho de Oliveira de Frades

No dia 27 de junho os alunos da Universidade Sénior de Nelas visitaram o concelho, onde puderam conhecer alguns locais de interesse cultural, turístico e histórico.



 A visita guiada deu a conhecer o Museu Municipal, a Igreja de São João Baptista e o Moinho de Água em Souto de Lafões, uma visita panorâmica da Albufeira e futura praia fluvial de Sejães, uma visita à Anta de Arca, ao Carvalhedo da Gândara e à aldeia típica da Bezerreira. 


O Município reconhece a importância desta experiência enriquecedora que permitiu aos alunos desfrutarem do concelho, contribuindo, assim, para a divulgação do nosso património. 

Oliveira de Frades, 26 de junho de 2017 Projeto “Escolas Empreendedoras na CIM Viseu Dão Lafões” terminou com sucesso no dia de encerramento do ano letivo

No âmbito do projeto “Escolas Empreendedoras na CIM Viseu Dão Lafões” realizou-se, no passado dia 23 de junho, no Centro Escolar, o encontro de todos os alunos que participaram nesta iniciativa ao longo do ano, onde marcou presença o “Gaspar” (personagem que durante os últimos meses os ajudou a desenvolver o seu espírito empreendedor). 


Esta iniciativa, promovida pela Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões em parceria com o Município e o Agrupamento de Escolas, teve como objetivo principal estimular os alunos para o desenvolvimento de algumas competências empreendedoras. 

Sob o olhar atento de uma vasta plateia, os alunos apresentaram os trabalhos deste projeto que contou com a presença da Vereadora Elisa Ferraz de Oliveira na entrega dos diplomas. 

Assim, o projeto terminou com sucesso, onde foi visível a criatividade, a imaginação e o entusiasmo das crianças na apresentação dos trabalhos. 
Novo Parque de Santiago abre Domingo com 8 hectares
 e nova frente ribeirinha
Viseu conquista uma “grande zona de lazer familiar” que passa a unir as duas margens do rio Pavia

Após o adiamento da inauguração no passado dia 18, face aos acontecimentos em Pedrógão Grande, o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, inaugura este domingo, 2 de julho, pelas 10H30, o novo Parque Urbano de Santiago, concluídas que estão as obras de requalificação, alargamento e equipamento do espaço, iniciadas em fevereiro passado.
O ponto de encontro da visita é o “monte Viseu”.
A nova “grande zona de lazer familiar” da cidade conquista as duas frentes ribeirinhas do rio Pavia, agora unidas por uma ponte pedonal. O espaço cresce para mais do dobro da sua área original, tendo uma dimensão total de oito hectares. Mais arborização e novas arquiteturas, mais equipamentos e mobiliário convertem este lugar num novo atrativo ambiental e social de Viseu.
“A vocação deste lugar enquanto parque ambiental, de lazer familiar e de prática física ao ar livre está finalmente concretizada”, sublinha o Presidente da Câmara, Almeida Henriques. “Está a renascer um pulmão verde em Viseu convidativo, bem equipado e seguro”, conclui. “A natureza, no seu tempo, fará crescer a mancha verde que plantámos”.
A relação da cidade com o seu rio histórico, o Pavia, é também renovada e reforçada com o alargamento do parque às duas margens. A recuperação da galeria ripícola da nova frente ribeirinha da zona é uma das principais novidades ambientais. 
Em termos paisagísticos, o Parque Urbano de Santigo irá passar a contar com o “Monte Viseu”, com funções de miradouro e recreio no lugar. Será uma das novidades resultantes da intervenção. No que respeita ao equipamento lúdico e desportivo, destaca-se a instalação de um parque de slide e de campos de basquetebol, assim como a disponibilização de áreas e pavimentos de fitness. Já no plano das arquiteturas o espaço passa a contar com um relógio de sol dedicado ao herói da cidade, Viriato, entre outras estruturas.
A empreitada e  a instalação de equipamentos, arquiteturas e mobiliário urbano representam um investimento municipal de 452 mil euros.