Espaço de notícias da região centro

domingo, 19 de novembro de 2017

CONTA SOLIDÁRIA

Como é do conhecimento público, a Câmara Municipal de Vouzela abriu uma conta solidária para apoiar as vítimas dos incêndios que assolaram o concelho nos dias 15 e 16 de outubro.

O compromisso que assumimos com todos aqueles que generosamente, por esta via, fizeram e continuam a fazer chegar o seu contributo é o de sermos transparentes na forma como aplicamos este dinheiro.

Por conseguinte, a partir de hoje e com uma cadência semanal, reportaremos o valor angariado e o seu destino, caso se tenha observado, nesse prazo, a aplicação de algum montante.

Os donativos serão aplicados mediante decisão conjunta da Câmara Municipal e das Juntas de Freguesia, analisando caso a caso e de acordo com as urgências sinalizadas. 

E neste momento as urgências são muitas, nomeadamente com o nosso setor agropecuário que sofreu prejuízos muito avultados, superiores a 15 milhões de euros, em equipamentos, infraestruturas, produções agrícolas e animais.

Esta conta irá dar resposta àquilo que não será objeto de apoio por parte de mecanismos públicos ou outros.

Em nome da população de Vouzela, a Câmara Municipal agradece a solidariedade de todos!
__________________________________________
Montante angariado até 7 de novembro: 32.783,13€

Mercado Municipal de Viseu oferece “O melhor do Outono, na origem”


Nova campanha de outono decorre até 11 de novembro e “seduz” viseenses para a autenticidade dos produtos. Música, showcookings e magusto integram o programa

Arranca esta quinta-feira, 9 de novembro, a campanha de Outono no Mercado Municipal de Viseu. A iniciativa visa valorizar o espaço comercial e os produtos autênticos e tradicionais que os seus lojistas têm para oferecer.

Por estes dias, a Escola Profissional Mariana Seixas, com os seus alunos e professores, associa-se a esta realização com um conjunto de atividades alusivas ao tema.

A campanha, que toma por mote “O melhor do Outono, na origem”, privilegia os produtos endógenos e da época, como as castanhas, os cogumelos, as abóboras e os frutos secos, mas também uma seleção de frutas, legumes, carne e peixe, flores ou têxteis, associando cada um dos produtos a um lojista específico. Na rua, os mupis convidam já a comunidade a uma visita ao Mercado.

Na próxima quinta-feira, pelas 11 horas, haverá um show cooking com míscaros e cogumelos, dinamizado pelos alunos e professores do curso de Restauração e Bar. Na sexta-feira, dia 10 e véspera de São Martinho, será a castanha a protagonista do momento gastronómico, também pelas 11 horas, desta vez com a turma do curso de Cozinha e Pastelaria. Segue-se, pelas 11H30, um magusto aberto a todos os visitantes e lojistas, onde não faltarão as castanhas e ainda alguns doces. A atividade prolongar-se-á pela manhã.

Já no sábado, dia 11, pelas 10 horas, as compras matinais serão acompanhadas de música tradicional, com as vozes do “Cantorias” - Grupo de Cantares da Associação de Vila Chã de Sá, a animar o Mercado Municipal.

A memória de uma ida ao mercado será preservada através de um registo fotográfico aos visitantes, que decorrerá ao longo dos 3 dias da iniciativa, durante o período da manhã.
O celebrar da nova estação traz também à galeria superior do Mercado cerca de dez novos expositores, com uma oferta complementar e diversificada de produtos. Licores, variedades de mel, frutos secos caramelizados, doces, compotas, geleias são algumas das sugestões para rechear a mesa de outono e de São Martinho.

Durante estes três dias, será oferecida uma hora de estacionamento gratuita no Mercado, mediante a apresentação de um talão de compra igual ou superior a 5 euros.

A campanha “O melhor do Outono, na origem” integra as iniciativas municipais de dinamização e valorização do Mercado Municipal de Viseu.

AUTARQUIA DE VOUZELA ESTÁ A APOIAR 135 FAMÍLIAS E 198 PRODUTORES


A onda de solidariedade que se tem feito refletir através de donativos, quer de particulares, de empresas ou de instituições, continua a ter impacto direto nas famílias afetadas pelos incêndios do dia 15 de outubro.

Alertando para o facto de os números continuarem a ser provisórios, a Câmara Municipal de Vouzela está neste momento a apoiar 135 famílias, nomeadamente a nível de roupa e bens alimentares e a fazer chegar ajuda alimentar a 198 produtores de gado, com 558 entregas realizadas desde os fatídicos incêndios. A nível alimentar estão, atualmente, a ser apoiados no concelho 506 bovinos, 1.112 pequenos ruminantes e 108 suínos. 


O Município de Vouzela continua a apelar à população para que comunique alguma situação, quer de famílias desprotegidas quer de animais, que, por ventura, possa não estar identificada pelas entidades oficiais.

Para o efeito, deverá fazê-lo para o 232 740 740 ou, no caso dos animais, diretamente junto do veterinário municipal pelo 966 171 159 ou do Gabinete de Desenvolvimento Rural pelo 967 951 489.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

IV Edição da Feira da Castanha

O Município de Oliveira de Frades e a União das Freguesias de Oliveira de Frades, Souto de Lafões e Sejães promovem, no próximo dia 19 de novembro (domingo), a quarta edição da Feira da Castanha com a colaboração da Comissão de Festas de S. João Baptista.

Esta Feira terá um programa diversificado que incluirá a mostra e venda de castanha, doçaria, produtos locais e artesanato; jogos tradicionais; uma caminhada e uma aula de zumba (ambas com donativo solidário a favor dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Frades); um magusto e diversas atuações musicais que animarão o evento.

Para mais informações contacte a Junta de Freguesia (232 761 606), o número de telemóvel: 914 951 428 ou através do email: turismo.cm-ofrades@outlook.pt

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Câmara Municipal de Vouzela assegura melhoria das condições do Centro de Saúde para promoção das consultas de saúde oral

Câmara Municipal de Vouzela assegura melhoria das condições do Centro de Saúde para 

O Presidente da Câmara Municipal de Vouzela, Rui Ladeira, e o Presidente do Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde do Centro, José Manuel Tereso, assinaram, hoje, dia 31 de outubro, um protocolo de colaboração que visa melhorar as condições físicas da Unidade de Saúde de Vouzela para  a realização das consultas de saúde oral.

A cerimónia foi presidida pelo Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, e contou com a presença do Diretor do Centro Distrital de Viseu do Instituto da Segurança Social, do Diretor Executivo do ACES Dão Lafões, do Diretor do Centro de Saúde de Vouzela, dos representantes das Ordens dos Médicos e dos Enfermeiros entre outras entidades. 

De acordo com o protocolo, caberá à autarquia assegurar a aquisição de equipamento técnico, bem como as obras de adaptação para o Gabinete de Saúde Oral, cujo valor total ascenderá a cerca de 10 mil euros, acrescidos de iva.


Com este investimento, o Centro de Saúde de Vouzela ficará totalmente habilitado para prestar cuidados de saúde oral personalizados, preventivos e curativos, ministrados por profissionais especializados, de acordo com o preconizado pelo Programa Nacional de Promoção de Saúde Oral (PNPSO).

Empresa de Vouzela vence o concurso nacional de turismo “Tourism Up”



O projeto da empresa Nómadas Turismo e Aventura, sedada em Vouzela, foi o vencedor do Tourism Up, um programa de aceleração de âmbito nacional de apoio a projetos de empreendedorismo nas áreas do turismo, promovido pelo instituto Territórios Criativos e Turismo de Portugal.

A apresentação final decorreu em Góis, no passado sábado, dia 28 de outubro, e a concurso estiveram 10 projetos de valorização de produtos endógenos.

Eco Sky Park é o nome do projeto vencedor da Nómadas, depois de se ver obrigada a deixar cair o projeto inicialmente apresentado, Vouzela Capital Aventura, devido ao facto de quase todo o território do concelho ter sido consumido pelas chamas dos incêndios de 15 e 16 de outubro. Esta situação obrigou a empresa a reformular a sua proposta, desenvolvendo o Eco Sky Park que aproveita o cenário que “restou da floresta do Monte da Senhora do Castelo para criar um parque aventura em que todas as atividades são desenvolvidas no ar”, explica Octávio Teixeira, da Nómadas.

Segundo o responsável, o  equipamento tem três vertentes. Uma é um percurso de slides, com 800 metros de comprimento “em que a pessoa viaja a deslizar de árvore em árvore”. A segunda é um conjunto de passadiços suspensos em árvores, que permitem que qualquer pessoa, sem qualquer equipamento, inclusive crianças, possa viajar de árvore em árvore com toda a segurança. A terceira vertente é um percurso de pontes suspensas, este já com alguma exigência desportiva, mas vocacionada para pessoas com mobilidade reduzida, esclareceu Octávio Teixeira.

O valor do prémio recebido foi de 1.500 euros, “uma compensação apenas pela ideia, já que o orçamento total para a sua implementação é de cerca de 250 mil euros”. Face ao interesse manifestado pelas entidades que elegeram este projeto vencedor do Tourism Up, o responsável pela Nómadas espera que possa vir a ser comparticipado pelo Turismo de Portugal, através do programa Valorizar, permitindo torná-lo, assim, “numa realidade a curto prazo”.


“Este é um projeto inovador, com características distintivas no país, e creio que em articulação direta com o Parque de Campismo, com a Ecopista e com as Termas de S. Pedro do Sul vai, com toda a certeza, ser um sucesso garantido”, conclui o responsável. 

Água em Viseu terá reforço de camiões-cisterna da Águas de Portugal


Município de Viseu implementa também novas medidas de aproveitamento de água


O concelho de Viseu terá um novo reforço de abastecimento de água por camiões-cisterna, como resposta à seca persistente que tem afetado a região e o país.

A medida foi anunciada esta tarde pelo Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes e será implementada pela Águas de Portugal.  Serão assim acrescentados aos 27 camiões-cisterna já contratados pelo Município de Viseu desde o início do mês, já a partir desta semana, um conjunto de mais 15 a 20 camiões.

O objetivo é o de continuar a garantir às populações a disponibilidade de água de qualidade no sistema público de abastecimento, ainda que num contexto de estrita racionalidade do seu uso.

Por seu lado, o Município está também a levar a cabo novas medidas de reforço das captações ou de aproveitamento de água para abastecimento à população, anunciou o Presidente da Câmara, Almeida Henriques.

Entre as medidas definidas está o início da exploração de um poço de água localizado junto à Estação de Tratamento de Água (ETA) de Fagilde, que se estima possa vir a gerar entre três e quatro mil metros cúbicos de água por dia. As necessidades atuais do concelho situam-se na casa dos 15 a 17 mil metros cúbicos diários, dos quais cerca de 5000 são fornecidos atualmente por camiões cisterna.

Por outro lado, a Águas de Viseu irá introduzir uma nova bomba na ETA de Fagilde, que permitirá reinjetar no sistema água utilizada nos tratamentos, aproveitando cerca de 400 metros cúbicos por dia.

Simultaneamente, e tendo em vista maximizar a disponibilidade da barragem, a Águas de Viseu irá reduzir a extração de água até 5000 metros cúbicos por dia.